5 de mai de 2009

Acabou a poesia! Morreu a vida?


'Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!'
Florbela Espanca

SE aproveitamos cada momento de nossa vida vemos que diante de nós está a mais perfeita oportunidade de
conquistarmos tudo aquilo que sempre almejamos. Por vezes desejamos sim, dinheiro e riqueza, luxo e glamour, mas sentimos que há uma vazio dentro de nós quando ouvimos Zé Ramalho cantar 'O que é o que é', a vida nos dando um pontapé para nos fazer andar diante de nós mesmos. Poesia não somente ilustrar o que o mundo diz, mas parecer diante um tumulto conspícuo de vagos olhares e imaginar o que não se vê. Não sei o que seria desse mundo se ainda não existissem poetas! Se não existe tempo para um pulsar de coração ardente que transparece em cada canto de um soneto. Não digo que o mundo se tornou um lixo descartável, ora, somente a visão de um olhar além de um olhar simplório.

NOS jornais leio cada vez mais noticias que destroçam o mundo que digo: guerra, violência, crise, passagens aéreas com dinheiro público! Onde esse mundo vai parar? Perdemos nosso identidade de ser brasileiros, de ser um povo receptivo e maravilhoso, de certo somos, porém, já não vivemos num mundo em que as regras servem para serem seguidas acabando com toda a poesia de um mundo que é a mais puro poesia amassada ao léu como um nada. Nossa televisão de cada dia, nossas queridas novelas, mocinhos e vilões, vagando pela mente dessa sociedade e tirando delas o direito de acreditar na pura beleza das coisas, como são e como devem ser. Não que eu não perca um pouco do meu tempo em frente a um televisão. Mundo sábio!

DEVERIA na verdade deixar que o mundo goze de um pouco mais de diversão e olhe para a verdade que o conduz. Vejo meus líderes viajantes a tirar o pouco de opção que nós temos de escolher entre o certo e o errado. Já não vejo mais ninguém lendo um livro no ônibus, nem ao menos uma bíblia e nem um panfleto de dentista. E ainda lutamos por uma sociedade não analfabeta!
Um dos poetas que muito admiro por suas sábias escritas é que me conduziu a amar ainda mais a verdadeira essência de vida, de mundo, de ideologia e de lógica das coisas. Sem reflexão não há pensamento e sem atitude não há um mundo melhor. Assim vamos caminhar, sempre em um rumo de uma caminho nada ininteligível ou intrigante que, então, veremos algo além do que vemos. E o que vemos?


De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.
Soneto de Fidelidade - Vinicius de Moraes

AINDA há oportunidade nesse ramo, existem milhões de vagas em aberto, o que mais falta é pessoal disposta a dar mão de obra. Só porque é não remunerada! Entendo isso como uma afronta aos profissionais - e amadores - dessa área. Porque fazem algo por amor em um globo de pessoas voltadas ao dinheiro, não os enxergam em degrau algum? Sinto pena por perderem essa incrível viagem, mas é a vida, é bonita e é bonita, vai gonzaguinha:" Viver e não ter a vergonha de ser feliz, cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz, eu sei que a vida devia ser bem melhor e será, mas isso não impede que eu repita, é bonita é bonita e é bonita!".


8 comentários:

fabio santos disse...

muito bom mesmo , muito criativo apesar criatividade e cm vc mesmo parabens, que continue sempre melhor ate....

Anônimo disse...

Depois de algum tempo você aprende a diferença a sutil diferença de dar uma mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa segurança. E aprende que beijos não são contatos e presentes, não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas de cabeça erguida e seus olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que tão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Descobre-se que leva anos para construir uma confiança e apenas segundo para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependera pelo resto da vida. Aprenda que o verdadeiro amor continua a crescer mesmo a longa distancia. E você aprende que realmente pode suportar... Que realmente e forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não pode mais e que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida...

Daniel Luz disse...

Quem diria heinvoc~e isso sozinho? se fez parabéns,ficou muito bom...

Anônimo disse...

Fala sério, tah mto maneiro seu blog. Uma coisa importante é que não perdamos mesmo nossa poesia que ainda deve estar presente em nossas vidas. Sejamos felizes!

Nat disse...

HUAHUAH
pela primeira vez eu consigo ouvir a musica (qndo entro nos pcs da facul ele blokeia)
eu conheço mas num sei de ond...o q é issu???

Ah foi vc q fez a template?

Nat disse...

È já até sei porque tah embolado (tah embolado mesmo, lembra que eu comentei com vc...)
é pq vc almentou a primeira letra do post, as vezes fica assim desproporcional no meu tbm e eu tenho que refazer tudo....

Muda a formatação e deixa a mesma formatação dos postes anteriores que tava mais em harmonia com o estilo do blog....

qndu o emu tiver torto me fatla tbm ein, pq as vezes num dá pra ver em casa hauhau


Ah e a musica tah tocando sim


bj
té mais

John Chalayolli disse...

Indiferente do que possam dizer sobre "nós, jovens", o pouco tempo de conhecimento da nossa existência nos permite, por outro lado, observar os questionamentos, apesar da nossa desvaria de disciplina.

'..quando na realidade, apenas projetamos o eco dos olhos criticos próprio homem'.

Parabéns pelo seu texto, quanto maior a sua superação verbal, maiores se tornam os passos a concorrência.

Continue questionando seus questionamentos próprios, diferente dos passos, eles dão a algum lugar.

Att,

John Chalayolli

P.S. Não pude ouvir a música pela ausência de um fone nesta espelunca que depositei meus centavos.

João Bonini disse...

Parabéns mais uma vez pelo blog, Hilton. Ser poeta é esculturar as palavras, pintar quadros, tendo como tela o papel e como pincel a caneta. Um grande abraço. Saudades!!!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
;